domingo, 30 de agosto de 2009

ACORDAR



Morder os sentimentos até ao osso
para que as palavras comecem a falar
-seja a gemer, seja a gritar.

Que a planície acorde da lassidão
e acordem as mãos que retraio no peito
Que sopre uma brisa musical
e me devolva as cordas do violino
Que as pupilas cresçam nómadas
e descubram novos fulgores para os sentires
na íris, há tanto tempo acomodados
Que o luar me volte a lamber os dedos
e faça estremecer as imagens apagadas no peito.

MV


8 comentários:

ARTISTA MALDITO disse...

Olá, Martita

Terminadas as férias aqui estou.

Supostamente, neste acordar há um sentimento de fuga ao silêncio amordaçado. Ou, talvez, uma procura das palavras no lado mais onírico da vida.

Beijinhos e um bom início de semana,
Isabel

poematar disse...

"Morder os sentimentos até ao osso
para que as palavras comecem a falar-seja a gemer, seja a gritar.". Cada vez mais o espaço dos sentimentos existe em forma de mordaça; estamos sempre de máscara pronta ou colada à pele; por isso é por vezes imperioso gritar ou gemer, quer para o corpo quer para o adormecimento do mesmo e dos outros. Depois, de facto, é edificante "Que o luar me volte a lamber os dedos(...)". Belo momento. Vista-me. Um abraço.

Escuteseusolhos.blogspot.com disse...

Olá sou do blog ESCUTE SEUS OLHOS e estou propondo parceria através da troca de links,o que você acha?
http://escuteseusolhos.blogspot.com
Abraço

BC disse...

Também escrevi de novo, isto tem sido cá uma preguiça e uma greve a esta máquina infernal que é o computador e que por vezes temos que parar e voltar ao papel, talvez um pouco de nostalgia, uma folha e um lápis companheiros de jornada.
Beijinhos
Isabel

☆Fanny☆ disse...

Querida Marta!

Lindo versejar... que o luar te volte a lamber os dedos e a inspirar-te poemas de encanto.

O meu pc foi ao técnico e agora está supersónico. Voltarei com mais assiduidade!

Beijinhos e um sorriso

Tentativas Poemáticas disse...

Olá querida amiga

Espero que as férias tenham sido boas.
Este poema "Acordar" coaduna-se com o "nosso" momento.
A Isabelinha, ontem, ao final do dia, despertou, felizmente mais ou menos bem disposta e vai ter alta ainda hoje. Agora é aguardar pelos resultados.
Ela própria há-de ter forças para lhe escrever.

Beijinhos com muita ternura.
António

poematar disse...

As novas funções como formador estão a arrancar com corrida como tudo neste país. Já tive que fazer directas. Obrigado pelo incentivo. Tudo de bom para ti também.

Nuno G. disse...

imagens lindissimas... gosto muito de vir aqui...