domingo, 30 de novembro de 2008

PINTORA


Alma melancólica a guardar o céu e o mar
Manhã azul em acordes de emoção
Olhos fugidios perdem-se na lonjura da água.
A tua boca abre-se em sorrisos de anémonas
as tuas mãos tocam marés cheias
o teu sorriso acalma o oceano irado
a tua voz soa ao timbre da gaivota
a tua pele são algas aveludadas
que o vento sopra no colo do mar
os teus passos são vagas em remoinho ameno.
Alma melancólica a guardar o céu e o mar
onde te desenhei com pincéis de marear.

MV

13 comentários:

Sal Ober disse...

muito bonito o poema, voltarei para lê-la com mais atenção.
segui-la-ia se tivesse a opção, ainda assim, farei por voltar.

obrigado, mais que pela apreciação, pela leitura.

saudações

http://coresemtonsdecinza.blogspot.com

Vera disse...

E que bela pintura :)

Beijinhos

nas asas de um anjo disse...

está tão lindo, Marta.
sinto q as ondas do desanimo estão a dissipar.-se e o horizonte parece raiar, em esperança.q bom!bjs e bom feriado

BC disse...

Muito bonito o poema.
Desculpa Marta, tenho andado um pouco arredada daqui porque estou com uma dor horrível no braço e não posso vir muito ao computador(ordem médica).
Não respondi ao desafio porque tenho que ir a outro computador para imprimir, porque não tenho hiperligações (tenho que copiar tudo)e com o braço down é complicado.
Beijos
Isabel

Vergilio Torres disse...

:)

Sal Ober disse...

voltarei sim, sempre, com ou sem comentários (normalmente com - assim esperam os poemas lindos (como aliás são todos os seus)).
Apenas uma pequena correcção, não que isso importe para esta nossa relação "meio virtual", sou um Sal, não uma Sal.
Um beijo de apreço.

http://coresemtonsdecinza.blogspot.com

f@ disse...

Embalado o vento no colo das ondas ...empurra brancura de espuma na areia...
beijinhos das nuvens

Sal Ober disse...

Minha querida amiga, não tem que se desculpar pelo lapso. Não é para tanto.
E sim, claro que pode adicionar meu espaço em sua lista de blogues.
Seria um honra para mim.

Saudações

http://coresemtonsdecinza.blogspot.com

Anónimo disse...

de cinza só há um, o vergilio e mais nenhum

Carla Sofia disse...

É ums pintura onde se pode mergulhar e flutuar nos mares do sentimento.
beijinho

mundo azul disse...

Muito bonito o seu poema, Marta!

Gostei de ter lido...


Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

frAgMenTUS disse...

qdo post +, kida Marta?bjs

BC disse...

Como já comentei este texto , deixo só um beijinho.
Isabel